domingo, 30 de maio de 2010

Recado (XXX) ou Interrupção na Ordem de Trabalhos ou O que um fdp devia ouvir de viva voz

Recebi ontem a primeira sms e apaguei logo. Engano, percebi. Já a dormir recebo a segunda, cheia de doce. E a terceira. A pedir desculpa pela primeira e a justificar a segunda. Devolvi-te a resposta com o silêncio com que tantas vezes me brindaste. Pensas o quê? Que estalas os dedos e eu vou? Que me iludes com falinhas mansas? Não é possível, estou bem mais à frente no caminho, as tuas pernas curtas já não me alcançam.

Tens saudades minhas? Paciência. Já não és o primeiro de quem digo que sabe o que perdeu. E perdeste mesmo. Estou bem, agora, muito bem. Feliz. De pé, como nunca estive. Há um eu que desconheces e também nunca vais conhecer. E tenho a meu lado um Homem como deve ser.

Outro dia, na brincadeira, falava-lhe de um livro onde um gajo dizia a outro para admirar e cheirar as flores que quisesse, mas nem sequer se atrever a chegar perto da sebe do seu jardim. Rimo-nos quando lhe disse que podia, nas conversas de amigos, 'informar' os outros do mesmo. Ontem falaste-me de flores e lembrei-me desta conversa. E pensei que não tem de informar ninguém, porque é a própria sebe, espinhosa como é, que impede qualquer um de chegar perto. São minhas as flores e é a ele que ofereço o seu perfume.

Enquanto me voltava na cama, incomodada pela parvoíce de que te lembraste, foi a almofada dele que puxei para mim. E foi no seu peito, presente na ausência, que pousei a minha mão e descansei a minha cabeça. E adormeci sossegada.


video
Texas - In demand


4 comentários:

Ventania disse...

:) mainada!

blue disse...

"E pensei que não tem de informar ninguém, porque é a própria sebe, espinhosa como é, que impede qualquer um de chegar perto. São minhas as flores e é a ele que ofereço o seu perfume."

Compartilho deste sentimento... e a forma como o puseste é enternecedora.

Felicidades.

mf disse...

Ventania:
;)

mf disse...

blue:
:)