terça-feira, 31 de março de 2009

Do colo

Dar colo é sentar-me contigo a ouvir-te falar. Sem interromper, se assim o quiseres. Ou dando achegas, se preferires. O que não implica concordar com tudo. A sinceridade alimenta a confiança.

Dar colo é olhar para ti e num olhar transmitir a certeza de que há tempo para ti, apesar das pressas do dia. Porque o que és é mais importante do que produzes ou tens.

Dar colo é levar-te a pousar a cabeça no meu colo, fechar-te os olhos e deixar as mãos escorregar pelo teu cabelo, na silenciosa mensagem de que ali tens um abrigo onde podes baixar a guarda.

Dar colo é fazer-te sentir que podes rir e brincar e cantar e pular e pintar a manta como quiseres e quando quiseres ao pé de mim.

Dar colo é deitar-me contigo, mas não para pura satisfação de instintos. É deixar a tua mão a pesar nas minhas costas apenas por sentir que precisas de me sentir lá. É aconchegar-te para dormir quando a angústia vem. Ou arrasar a noite em loucuras a dois.

Dar colo é não abdicar de ser eu, deixando-te confortável para seres quem és, porque não há mentiras ou hipocrisias que te surpreendam e te afastem.

Dar colo não é dar-te tudo o que queres. É dar-te o que sou, na minha verdade nua e crua. Para que conheças os recantos do porto e assim saibas onde parar e descansar. Sem medos.


6 comentários:

LBJ disse...

Pqa2ud pqdem pqdocuom2 emznqz bfqc2 o2xu0t2, 20pq q bfq zq u0docqg2?:)

S2de2 pq gqc bfq qdemd rqxui.

mf disse...

LBJ:
Qdemc nqz q qdemc rqxui dm2 o2udmd purqcq0eqd. 2 eqhe2 0m2 eqz pqdeu0memcu2 acqoud2, m2 o20ecmcu2 p2 bfq amcqoq. 2 zqf o2x2 o20eu0fm pq e2p2d q pq 0u0sfqz… :)

Mozka Tché Tché disse...

eu compreendi. Deveras. E percebo.

mf disse...

Mozka:
É um 'cadito claro como a água, não? :)

Princesa (des)encantada disse...

Texto lindo e tão claro, sim, como a água. E tão raro de encontrar.

mf disse...

Princesa:
Há coisas assim, claras. Pelo menos para mim. O problema é encontrar quem pense o mesmo. E tenha um colo semelhante. Isso, sim, acho que deve ser raríssimo...