quinta-feira, 18 de junho de 2009

Por estes dias

O Ouriço andou fora da toca nos dias que passaram, como alguns de vocês devem ter reparado. Foi até ao Sul, ver o sol de Ferragudo.

'Boa, Ouriço', dirão alguns. 'Ricos dias de férias!' Pois não, não mesmo. Só esta maluca (bom... mais trinta como ela...) é que vai para o Algarve passar cinco dias fechada num curso. Vi a praia todos os dias, mas só lá fui duas horitas. Eu não tenho mesmo remédio.

Entretanto, o curso foi bom. Foram dias intensos de formação, mas também de tranquilidade. Há muito tempo que não me lembrava de ir assim para um sítio tão calma na minha pele. A ser o que me apetecia ser, a dizer o que achava que devia dizer, a sentir tudo. É muito interessante (e uma nova experiência) conseguir espelhar por fora algumas das coisas que me vão dentro. Eu tive sempre a sensação de que era algo invisível, talvez porque procurava essa invisibilidade ao me deixar ficar a um cantinho, a observar. Desta vez foi diferente.

Isto provocou uma coisa engraçada: senti que era notada. O que, se por um lado me deu vontade de fugir dali para fora, por outro lado me fez sentir muito bem. Deixei-me estar. Faz-me bem sair da casca.

Entretanto, tenho memória de afectos. De gente que olhava para mim (algumas pessoas eu conhecia) com o pensamento 'não me tinha apercebido que eras assim' espelhado na cara. De gente que não me conhecia e que vinha ter comigo para conversar. De festas no cabelo, mãos pousadas nos ombros, abraços sentidos. De risos, brincadeiras, piadas.

Faltou-me uma coisa, de que tive imensas saudades: a minha solidão. Em cinco dias rodeada de gente raramente consegui estar mais do que cinco minutos sozinha. Ao quarto dia estava a rebentar de vontade de desaparecer dali para fora e de voltar a casa. Fiz como se faz aos putos: 'só mais um dia!'

Cheguei cansadíssima (cinco dias de formação intensiva é extenuante), mas revigorada pela diferença de espaços e personagens. Agora é tempo de ler pilhas de mails (não tive net) e de posts! E de me sentar tranquilamente no meu sofá.

14 comentários:

Pulha Garcia disse...

That's the spirit. Gosto de Ferragudo mas amo Alvor.

Mozka Tché Tché disse...

Opá... isso de só ficares cinco minutos sózinha depreende que essas festas nos ombros e tal continuaram pelas noites dentro.
Grande marota!

Princesa (des)Encantada disse...

Bom regresso! :)
Caso para dizer que estás a revelar mais código, não? ;) Tal como a citação da tua amiga Marisa: "Mudanças. Lentas, mas a revelarem-se."
É bom.

mf disse...

Mozka:
1 - Eu não falei em festas nos ombros. Tu lê lá bem, que estás a ficar míope.

2 - Mas alguma vez a minha pessoa se deixa arrastar assim sem mais nem menos à primeira??? Nááááá... Ainda está para chegar o gajo que o conseguirá.

mf disse...

Pulha:
Não conheço o Alvor. Um dia destes vou lá fuçar a areia da praia e o calor do mar. Se tiver uma brisazinha, tanto melhor! ;)

mf disse...

Princesa:
Eu vou descascando a casca ao vivo e por aqui. E tu ainda descascas um bocadito mais de mim! É por aí, é, mas isso já tu sabes. ;)

Jane Doe disse...

Bolas eu fugia logo no segundo dia...

behrrrrrcccc

Mas ainda bem que tudo correu bem, e tudo foi assim:)

A primeira frase foi só o meu lado bicho a falar.

Ehehh

Ventania disse...

Zen e uma festinha nos picos. E essas revelações de dentro para fora trazem uma certa permeabilidade que também facilita o mundo de fora a comunicar-se melhor com o mundo de dentro, não achas?

LBJ disse...

Hedgie,

E agora que voltaste e bem vinda a gente tinha saudades e vê lá se te lembras dos amigos, traidora :)

Beijos

Nikky disse...

As minhas amigas já me conhecem tão bem e estão tão habituadas a que eu precise de estar sozinha, que quando passmos férias juntas arranjam sempre um pretexto qualquer para sairem todas de casa ao mesmo tempo...

mf disse...

Jane:
Não te conheça já eu... Lol

Beijo

mf disse...

Ventania:
Tens tanta, mas tanta razão...

Beijo

mf disse...

LBJ:
Eu não me esqueço! Preciso é de retemperar as forças na toca! :)

Beijo

mf disse...

Nikky:
Que sorte! Eu chego lá, um dia! :D

Beijo