quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Dos laços

Hoje a P. entrou-me no msn. Com uma música que eu adoro e que já não ouvia há muito tempo. Esta:

video

Mal ela sabia que me caía que nem uma luva... Mas ficou a saber. Conversa de muito tempo, de contar novidades, de falar do que vai cá dentro. A P. conhece-me do avesso e sorriu, muitas vezes, do lado de lá dos quilómetros que nos separam, nesta distância que é muita e nenhuma. Para ela também não há muralhas aqui dentro. Há vida, esta vida que ela me ajudou a ter e me ensinou a cuidar. Tive várias mãos que me ajudaram a erguer neste caminho pedregoso e duro. As dela foram as primeiras que procurei, as primeiras que aceitei. Sem subterfúgios. Na esperança de dias melhores. Que chegaram, como ela sempre disse que chegariam. E assim se criam laços e se prendem pessoas ao nosso coração...

6 comentários:

Jane Doe disse...

Eu gosto da P.!

:D

R. disse...

Correu tudo bem. Parabéns à P. E, antes das mãos e das palavras da P. esteve a tua coragem em procurar e arriscar. :)

R.

mf disse...

Jane:
Também eu! :D

beijo!

mf disse...

R.:
Sim. Sem um primeiro passo individual não há nada nem ninguém que nos valha. É esses passos que eu sei dar. :)

Beijo

P disse...

A P só deu à M aquilo que a M sempre teve.Eu gosto da M.

mf disse...

A P 'só' ajudou a M a perceber como era por dentro. 'Só' lhe revelou a riqueza que ela não via. 'Só' a ajudou a ser mais feliz. E isso é 'só' um tesouro inestimável. E é a razão por que a M também 'só' gosta muito da P. :)