quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Paciência

Tenho andado em silêncio, eu sei. Imagens, músicas, poucas palavras. E hoje também não é um bom dia para elas. Estas últimas semanas têm sido intensíssimas. Em pessoas, em descobertas, em sentimentos, em ausências, em saudades, em dores, em alegrias, em sonhos, em desilusões, em..., em...
Hoje apetecia-me pôr aqui uma música que espelhasse o vazio que sinto no meio de tantos, tantos pensamentos e sensações que vou guardando no meu silêncio. Não me saiu nenhuma. Sinto-me cansada. Parei na escada que vou subindo. Ou melhor, deixei-me cair uma série de degraus. Abracei-me e fiquei parada, enroladinha. Nada a fazer, a não ser aguardar. Que paciência tenho de ter comigo...

6 comentários:

John Doe disse...

Às vezes, nas subidas tempo que parar um pouco para ganhar fôlego. É assim mesmo, o corpo não aguenta toda a carga que lhe pomos em cima. O único reparo que te faço é esse guardar no teu silêncio. Sabes que já não o precisas de fazer. Já não precisas de calar nada.

Nunca precisaste é certo, mas agora ainda menos...

Marisa disse...

Tudo bem. Nós esperamos por ti neste cantinho. Sem pressas. A vida é bem mais importante e não espera :)

Força!

mf disse...

John:
Eu sei, meu amigo. Mas, às vezes, quando damos por nós, o silêncio já chegou... Mas vai passar, tu sabes... É o bom que tem sabermos que somos sobreviventes.

mf disse...

Marisa:
Vejo-te aí sentadinha, uns degraus acima, a olhar, à espera que me decida a levantar a cabeça. Fazes-me sorrir... Obrigada por esperares... :)

Ventania disse...

Que falta que faz um 'elevador' de vez em quando... Força, one step at a time. Beijo!

mf disse...

Ventania:
Faz mesmo. Mas vão sempre aparecendo umas mãos a puxar... ;)