domingo, 21 de dezembro de 2008

Um dia


Um dia, no meio das folhas caídas da minha vida, no meio da floresta densa por onde ando, eu vou encontrar a minha casa...

9 comentários:

John Doe disse...

Bonita foto...

E sim, eu sei que vais encontrar a tua casa. Tu mereces e tu és capaz.

moi disse...

Podes estar certa disso...não desanimes..pois esse dia vai chegar...na hora certa..

:)

Boas Festas;)

Pearl disse...

Falo imenso de caminhos nos meus escritos...adorei!

beijos

mf disse...

Jonh:
A foto não é minha e falta-lhe o nome do autor (que hei-de pôr), mas é lindíssima. Quanto ao resto, é um objectivo de vida. Os merecimentos não comento. ;)

mf disse...

Moi:
Há dias bons e dias maus. E dias como o da foto. Assim que saiu, soube imediatamente o que me dizia. Aquele foi um dia diferente. Um dia de descanso do mundo.
E não, não desanimo. Eu caio sempre de pé, por muito grande que seja a queda... Lá fico com os arranhões... Mas sobrevivo sempre! ;)

Mr X disse...

Será aquela casota azul lá ao fundo?
Epá, sim senhor!
:)

mf disse...

Mr X:
Eh, eh...
Tu não a viste, mas olha que, de casota, não tem nada! E não, não pode ser aquela.
Mas eu contentava-me com uma casota. Tinha de ser minha. E azul, pois claro! ;)

Mr X disse...

azul.. engraçado...

mf disse...

Mr X
Acho que já te disse que gosto muito de cor. O azul tem uma particularidade que me agrada: vai do tom mais claro e mais ternurento que possas imaginar ao tom mais escuro, quase negro, que existe. Toca os extremos. Eu gosto desta amplitude. :)