sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Praga 1

Por aqui está-se bem. Tirando a carraspana que apanhei por causa do c@”%&#”$ do ar condicionado do avião, que me faz espirrar por todos os lados e andar a brufen, é sempre bom sair da casca e fazer coisas diferentes.

Pelo meio do trabalho (não vim propriamente de férias), há tempo para passear. Praga é uma cidade lindíssima, daquelas que dá vontade de esquadrinhar. E não é só por causa da arquitectura, que me deixa a mim de boca aberta sobretudo porque é um estilo que aprecio particularmente e que é dominado, quanto a mim, pelas cores que cobrem os edifícios. Não é todos os dias que vemos edifícios antigos pintados de cor-de-rosa ao lado de outros azuis, amarelos ou verdes. Tudo tons suaves que tornam algumas ruas quase arco-íris.

Rua Nerudova


Fora de portas, no campo, as cores são outras. As folhas das árvores estão a mudar de tons e há inúmeros amarelos, laranjas e castanhos. Parques lindos dourados. E a Natureza sente-se também dentro da cidade, nos inúmeros vasos de flores que enfeitam portas e janelas. Há flores por todo o lado, neste frio invernal…

Praceta da Câmara Municipal da Cidade Velha


Para além disto, não imaginam a quantidade de concertos espalhados pela cidade. Há de todos os tipos e para todos os gostos. Não só ao fim de semana, mas também em dias de trabalho. E estão sempre cheios de gente muito bem posta. Até adolescentes engravatadinhos vi. Pelas ruas, ouvem-se sons. Música de violinos, saxofones, trompetes, bandolins. Sei de alguns senhores que provavelmente adorariam estar aqui.

Levo da cidade sobretudo estes dois sentires: as cores e os sons.


Mas há outras coisas. Como as luzes da cidade à noite.

O Castelo e a Catedral ao anoitecer


Ou como o cheirinho a Portugal que se ouve na voz do empregado de uma loja (‘O meu pai e os meus avós são de Aveiro!’). Ou se vê numa montra:

Puôôôôôôôôôôôôôôôôôôrto!!!! :D:D:D:D

(Vá, nada de bocas ao meu FCP que estes dias sentiu a minha falta. Tadinho, pá…)

5 comentários:

Jane Doe disse...

O Porto deve cá ter sentido uma falta...

Hmpff...

Eu sei quem se teria perdido pela cidade, e quem teria tirado... milhares de fotografias.

Eu sei, eu sei, eu sei!

Kiss kiss mfdmh.

Storyteller disse...

Ok... isto de fazer inveja aos outros (neste caso, a esta outra) é feio. Muito feio! Buááá!!!
Agora fiquei cheia de vontade de conhecer Praga...

Continua a divertir-te e bons espirros!

Marisa disse...

Por aqui ainda está calor e eu estou cheia de saudades do frio! :)
Obrigada pelas fotos.
Ficamos à espera do Praga 2, 3, etc. ;)

Beijos.

Marisa

Princesa Canela disse...

Ah, as cores! Trouxe uma aguarela das cores de Praga, ali do meu lado esquerdo para me deleitar a vista (à falta dum gajo bonzão esticado no sofá, é o que se arranja). Aproveita tudinho e bom regresso. :)

R. disse...

É o lado óptimo das viagens ao estrangeiro. Tudo é diferente, os sentidos ficam mais alerta e farejamos as novidades no ar. Cores, sons, cheiros, formas, ambientes, maneiras. Todo um impressionismo vivido na primeira pessoa.

Beijo,

R.