quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Hoje

De madrugada, para mim:

- Tiiiiiiiiiiaaaaaaaa!
- Hã?...
- Tiiiiiiiiiiaaaaaaaa! Qué i faê kiki...
- Ok... Vamos lá...

Lá me arrastei com quase três anitos abraçados a mim.
Depois do chichi, vieram os abraços, os olhares de adoração:
- A tia! A mia tia! Ó tia... Conta uma tóia...
- Está bem. Queres leitinho? (um abanico de cabeça)
- O papá? A mamã?
- Estão a dormir (ai, minha rica cama...).

A meio do leitinho, ouço lá do quarto:
- Tiiiiiiiiiaaaaaaaaaaa!

Com isto, lá se foi o sono. Começou o reboliço. :)

8 comentários:

Quando Existe Um Nós disse...

Madrugar assim é uma delicia...

:-))

observador disse...

Por acaso, se há coisa que não me incomoda minimamente, são estes diálogos madrugadores. Não sei se é por estar habituado com o meu filho, mas faço essas partes sem dificuldade nenhuma. Até sabe bem.

mf disse...

Estas manhãs são uma delícia, sim senhora. Há já algum tempo que não as tinha e confesso que me soube muito bem. Sobretudo porque elas são diferentes: a Luísa acorda muito bem disposta, a tagarelar e pronta para outro dia; a Marta gosta de colinho durante uns minutos, como se acordasse devagarinho. Diferentes, mas cada uma com a sua beleza... :)

Minhoca disse...

O que coisa mais fofinha :)

Uma pessoa, que no meu caso tenho mt mau acordar, acorda menos rabugenta :)

Nikky disse...

Mal posso esperar!! :D

mf disse...

Minhoca:
Então um bom dia! :)


Nikky:
Adianta-te, cachopa. Estás à espera do quê? ;)

Nikky disse...

... de ter sobrinhos! :)

mf disse...

Nikky:
E eu a pensar que te adiantavas a mim... Ainda te dava umas aulitas grátis de puericultura! Eh eh... ;)