segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Dos amigos

Conhecemo-nos há sensivelmente um ano e trabalhos conjuntos aproximaram-nos.
Da partilha de afazeres às conversas partilhadas foi um pulinho, embora ainda hoje me surpreenda com a facilidade com que elas surgiram. Tu também, a julgar pelo comentário da primeira que tivemos: 'São 4 da manhã e eu, que nem sou destas coisas, aqui a contar-te a minha vida. Deve ser do sono!'
Na altura eu ri-me. Disse-te que não era uma ameaça. E tu deves tê-lo percebido, porque acho que sou das poucas pessoas, tirando os teus amigos próximos, com quem te sentes confortável. Eu não te ameaço, de facto.

Na semana passada não estavas bem. Começaste a desabafar no chat, o que não é comum em ti, e acabei por te perguntar se não querias conversar. Conseguimos encontrar hoje um buraquinho no tempo. Cheguei à conclusão, como tu, que só precisavas de alguém que te dissesse 'estás a pensar bem, não estás doido'. E que te ajudasse a descobrir outras perspectivas. Não te é muito fácil encontrares quem te entenda e isso é algo que partilhamos.

Gosto muito de conversar contigo. Talvez porque és dos poucos com quem me sinto à vontade para usar o meu vocabulário em toda a sua extensão. Para falar de tudo o que sei. E porque não nos limitamos a conversas banais. Outro dia, por exemplo, antes da reunião da equipa a que ambos pertencemos, estavam todos a ver futebol, enquanto nós os dois partilhávamos ideias sobre... gramática portuguesa. Tenho consciência que às vezes olhavam para nós e se riam. Mas o prazer daquela conversa superou a sensação de ser um ET.

Conhecemo-nos há sensivelmente um ano e sempre que olho para ti sei que és meu amigo.
Este fim-de-semana foi bom, mas o cansaço que tenho em cima não me permitiu usufruí-lo bem. Quando cansada, fico em baixo e foi assim que me senti. Mas houve partes boas. A melhor foste tu. Pelo sossego que a minha cabeça teve naquelas horas.

4 comentários:

Jorge Freitas Soares disse...

Quem tem um amigo tem um tesouro. Este texto disse-me muito... gostei.

Jorge

mf disse...

Jorge:
Bem-vindo!
É... Eu tenho alguns (poucos, mas bons) tesouros assim... Sabe tão bem... :)

Ventania disse...

Também encontrei há tempos um tesouro destes. É muito bom. :)

mf disse...

Ventania:
Há pessoas a quem apetece dizer 'Vamos soprar os dois por aí?' Eh eh