sábado, 25 de abril de 2009

Descrições

Encontrei aqui isto:
"Os guerreiros da luz reconhecem-se pelo olhar. Estão no mundo, fazem parte do mundo, e ao mundo foram enviados sem alforje e sem sandálias. Muitas vezes são covardes. Nem sempre agem correctamente.
Os guerreiros da luz sofrem por tolices, preocupam-se com coisas mesquinhas, julgam-se incapazes de crescer. Os guerreiros da luz, de vez enquando, crêem-se indignos de qualquer bênção ou milagre.
Os guerreiros da luz, com frequência, interrogam-se sobre o que fazem aqui. Muitas vezes acham que as suas vidas não têm sentido. Por isso são guerreiros da luz. Porque erram. Porque interrogam. Porque continuam a procurar um sentido. E acabarão por encontrá-lo."
Manual do Guerreiro da Luz - Paulo Coelho.


Há quem encontre palavras assim e acabe por me descrever. Há quem diga, simplesmente, que às vezes me dão ataques de conice. E diz tudo sem gastar palavras.



PS: Atenção que isto não é impeditivo de assinarem o post anterior...

6 comentários:

LBJ disse...

Tu não és um guerreiro da luz, talvez a própria luz e por isso te ofuscas tanto.

mf disse...

LBJ:
Deixaste-me a coçar a cabeça... :S

Princesa (des)encantada disse...

Eh pá! Reconheço-me um bocado mas não quero ser um "guerreiro da luz"! Não quero andar a sofrer que nem uma perdida para encontrar "sentido", quero apenas ser feliz. E não quero guerrear, sou de Paz...
Desculpa lá, mf, mas registo que não leio Paulo Coelho. :)

Rabisco disse...

Conheço o livro...
Também o li há muito, muito tempo atrás.
Lembro-me de, nessa altura, eu pensar...será que não sou também um pouco de guerreiro da luz?

Será que não temos todos um pouco disso?

=P

mf disse...

Princesa:
Eu também não sou muito de Paulo Coelho, mas que me reconheci, lá isso reconheci. E também não quero sofrer, mas eu acho que faz parte. Curar as feridas é bom. Ficamos saudáveis.
E guerrear nem sempre é mau. Que fazes tu senão guerrear, ó mamã lutadora? ;)

mf disse...

Rabisco:
Pois eu acho que tu és um, sim senhor... :)