segunda-feira, 27 de abril de 2009

Pêndulo

Ando assim tipo pêndulo, sem saber bem para que lado me hei-de virar. Época de decisões. Quando não há âncoras que nos impeçam de navegar, é uma complicação. Para que lado viro eu o leme?


Deolinda - Movimento Perpétuo Associativo

14 comentários:

@na disse...

As grandes decisões tomam-se sem se pensar muito nelas, é a minha máxima. :))

Daniel Silva (Lobinho) disse...

ouricinho, concordo com a @na: quanto mais pensamos pior. Aquilo que à primeira parecer ser as melhor solução, pondera um pouco mais e decide. Quando se pensa muito, nao apenas se atrasa a decisão como ainda podemos decidir pior.

E isto ainda: mais vale decidir mal do que nao decidir nada...

beijinhos.

JS disse...

Não vires, deixa o leme à solta...

Mozka Tché Tché disse...

Capitólio?

LBJ disse...

A vantagem do pêndulo é que a oscilação somos nós que a controlamos, sabemos até onde oscila, limitado pela amplitude que lhe demos e como o movimento não é perpétuo sabemos que irá parar.

Princesa (des)encantada disse...

Larga o leme... Vai com a maré, com a corrente. Não vale a pena lutar com lógicas contra o que é a vontade da alma...

mf disse...

@na:
Não é tão fácil assim. Mexe com mudanças muito grandes. Mas lá chegarei... :)

mf disse...

Daniel:
Alguma coisa decidirei. Só o futuro dirá se foi ou não a decisão correcta. :)

mf disse...

JS:
Era bom que pudesse... Mas acho que não dá... :S

mf disse...

Mozka:
Pois. Tem a ver, tem. :)

mf disse...

LBJ:
Mas até parar não sabemos bem o que fazer... :S

mf disse...

Princesa:
O problema é que a alma não sabe bem o que quer...

M disse...

Segue o instinto... :P

mf disse...

M:
Pois lá terá de ser... ;)