quarta-feira, 29 de abril de 2009

Memories

Eu não sou uma pessoa muito fácil de se lidar. E às vezes acho que não deixo transparecer isso aqui. Já me perguntaram porque raio sou ouriço, dado que não pareço 'encaixar' naquilo que o animal é. Mas eu sou ouriço, sim.

Na vida real, no contacto com os outros, tenho uma gigantesca incapacidade para me mostrar. Sorrio muito, mas deixo que se aproximem muito pouco. Deixo falar, mas falo muito pouco de mim. Ajudo, mas raramente deixo que me ajudem ou peço ajuda. Enrolo-me em mim e deixo-me estar. E tenho de confiar muito e não me sentir ameaçada nem invadida para começar a desenrolar. O que normalmente demora muito tempo.

Hoje, a propósito disto, lembrei-me de uma das coisas que mais gostava no meu ex. Por muito mal que as coisas tenham corrido, há coisas em que ele tinha uma capacidade extraordinária para me entender e esta era uma delas.

Não nos víamos todos os dias e, quando nos encontrávamos, era muito frequente eu sentir-me estranha, distante. Tinha-o ali, dava-lhe a mão ou um beijo, conversava, mas sentia-me longe e não sabia como me aproximar. Ele, ao invés de dizer alguma coisa, deixava-me estar assim e não dizia nada. Agia normalmente, como se não notasse a distância. E aquela descontracção tinha o condão de me fazer relaxar. Assim, ao fim de algum tempo (ou de horas, até), eu começava a sentir-me próxima. E de repente saía um carinho diferente, um abraço vindo do nada, uma cabeça a repousar no ombro. Nessa altura, ele sorria e só me dizia: 'pronto, já estás em casa...' E, de facto, eu tinha chegado a casa.

Eu não procuro ninguém igual a ele, até mesmo porque já vi que não é por ali o caminho. Mas há coisas que eu sei que são perfeitas para mim. E é por coisas como esta, que não é algo que qualquer um consiga intuir, que eu não sei até que ponto vou encontrar alguém que me entenda...


6 comentários:

LBJ disse...

Aqui há muito pouco tempo, houve alguém que me disse o mesmo e eu na altura não lhe comentei isto , mas faço-o agora a ti; não achas que o comportamento que tinha para contigo é um sinal de que és alguém por quem vale a pena esperar?

Princesa (des)encantada disse...

Sou tanto assim.... mas sem espinhos. Sou um bocadinho mais soft... :) Só que nunca encontrei ninguém que soubesse realmente entender essa necessidade de construção de espaço, de intimidade, com tempo, devagarinho, para chegar a mim e eu me chegar de volta. Nunca "cheguei a casa". E é isto mesmo que me atrapalha agora o caminho.

JS disse...

Que bonito. Acho que vais encontrar sim. A cumplicidade é a pedra de toque de uma relação...

mf disse...

LBJ:
Tenho a certeza absoluta disso.

mf disse...

Princesa:
Eu encontrei, embora não fosse o certo. Tu também encontrarás. E o certo. :)

mf disse...

JS:
Deus te ouça... :)