segunda-feira, 20 de abril de 2009

Pergunta

10 comentários:

Joanissima disse...

Xi... Que pergunta fantástica?
Onde estarei, onde acho que vou estar ou onde quereria estar?

Onde estarei não faço ideia e, se fizesse, duvido que lá fosse estar de facto.
Onde acho que vou estar? Provavelmente casada e a fazer outro trabalho, ainda que dentro da mesma casa.
Onde quereria estar? Casada, com mais uma criança e a viver de aplicações financeiras...

: )

E tu?

(gosto muito de vir aqui)

Dexter disse...

Não faço a mais pequena ideia...

Cada vez mais me convenço de que o amanhã é inesperado...

Miss Kin disse...

Gostava de saber... É que dentro da minha cabeça está um caminho, mas era bom saber se realmente o fiz até lá...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Às vezes por um ou outro motivo dou comigo atrás no Tempo a fazer-me esse tipo de pergunta. Mas o essencial nao muda. Muitas vezes é mais a indução, o tempo psicologico, do que o cronologico que pensamos nos vai trazer muitas mudanças.

beijinhos. belos posts.

mf disse...

Joanissima:
Pois eu não faço mesmo a mais pequena ideia. Tudo está em aberto na minha vida. Sei de onde venho, não sei para onde vou. :)

(eu gosto muito de te ter aqui)

mf disse...

Dexter:
És tu e eu...

mf disse...

Miss Kin:
Pois... Eu também tenho um mapa... Acho é que o GPS avariou... Eh eh

mf disse...

Daniel:
Plenamente de acordo. Quantas vezes não damos por nós, dentro do tempo cronológico, que é imutável na sua velocidade, a correr ou a andar a 1 à hora? O problema é mesmo o tempo psicológico...

M disse...

Não faço ideia... E cada vez mais acho que, se pudessemos ser nós a definir isso a 100%... Saía asneira da grossa :P

mf disse...

M:
Concordo. Mas às vezes gostava de saber...